domingo, 14 de dezembro de 2008

A Alegria na Tristeza

Photobucket

A Alegria na Tristeza

O título desse texto na verdade não é meu, e sim de um poema do uruguaio Mario Benedetti. No original, chama-se "Alegría de la tristeza" e está no livro "La vida ese paréntesis" que, até onde sei, permanece inédito no Brasil.

O poema diz que a gente pode entristecer-se por vários motivos ou por nenhum motivo aparente, a tristeza pode ser por nós mesmos ou pelas dores do mundo, pode advir de uma palavra ou de um gesto, mas que ela sempre aparece e devemos nos aprontar para recebê-la, porque existe uma alegria inesperada na tristeza, que vem do fato de ainda conseguirmos senti-la.

Pode parecer confuso mas é um alento. Olhe para o lado: estamos vivendo numa era em que pessoas matam em briga de trânsito, matam por um boné, matam para se divertir. Além disso, as pessoas estão sem dinheiro. Quem tem emprego, segura. Quem não tem, procura. Os que possuem um amor desconfiam até da própria sombra, já que há muita oferta de sexo no mercado. E a gente corre pra caramba, é escravo do relógio, não consegue mais ficar deitado numa rede, lendo um livro, ouvindo música. Há tanta coisa pra fazer que resta pouco tempo pra sentir.

Por isso, qualquer sentimento é bem-vindo, mesmo que não seja uma euforia, um gozo, um entusiasmo, mesmo que seja uma melancolia. Sentir é um verbo que se conjuga para dentro, ao contrário do fazer, que é conjugado pra fora.

Sentir alimenta, sentir ensina, sentir aquieta. Fazer é muito barulhento.

Sentir é um retiro, fazer é uma festa. O sentir não pode ser escutado, apenas auscultado. Sentir e fazer, ambos são necessários, mas só o fazer rende grana, contatos, diplomas, convites, aquisições. Até parece que sentir não serve para subir na vida.

Uma pessoa triste é evitada. Não cabe no mundo da propaganda dos cremes dentais, dos pagodes, dos carnavais. Tristeza parece praga, lepra, doença contagiosa, um estacionamento proibido. Ok, tristeza não faz realmente bem pra saúde, mas a introspecção é um recuo providencial, pois é quando silenciamos que melhor conversamos com nossos botões. E dessa conversa sai luz, lições, sinais, e a tristeza acaba saindo também, dando espaço para uma alegria nova e revitalizada. Triste é não sentir nada.

Martha Medeiros

Comentário deixado por Rui (1+ lindo menino), em 13 de Dezembro de 2008 - 16:21
Obrigada Rui!


Photobucket

9 Mellados..:

Mél disse...

é lindooo Mell porém a vida nos trata de maneira injusta as vezes
e isso as vezes nos deixa tristes e desanimadas ... Mas ... como diz no texto ser triste é não sentir nada então ñ somos sempre tristes pq sempre sentimos algo seja ele bom ou ruim ... bjoooo te adoroooo muito muitooo ...
Lembre-se sua felicidade é a minha felicidade ...

Thaty disse...

Oi amada, não sabia que você estava com um novo blog. Nunca mais tinha visto artigos seus. Como vc está?
Fique na Paz. Bjus, Thaty.

J.LIMA disse...

Oi querida Méll,olha,não sei o que está havendo mas parece que aquela mesma pessoa que está usando o meu e-mail para passar virús,está usando ele no msn,recebi mensagens de amigos reclamando de mensagens obcenas,se foi o seu caso desconsidere ok?
você saiu do msn ou o que houve?
Me dá um recado.
Beijos

J.LIMA disse...

Caramba Méll,rsrs,nada deu certo depois que saimos,eu tentei te contatar mas vc sumiu e só depois(10.20Hrs) é que fui ler aos tuas mensagens e comnts em ambos os blogs,fica triste não,outra hora a gente combina um papo legal,valeu?
Beijos e te cuida...

Temdetudo! disse...

Amanhã eu volto!

terezinha lourdes disse...

Oi Mell tudo bem querida amiga,espero que sim.
A sobre o desafio você viu minha amiga só escolhem lourdes para desafiar rsrs.
Nem sei onde esse desafio vai parar.
Obrigada pelo carinho da visita,comentário sabe ne acho você um amor de amiga entre outras que eu tenho são uns amores.
Obrigada Mell por ser tão carinhosa.
Boa noite...lourdes carinhosa sempre.

Sabrith disse...

Mell
Linda esta mensagem, porém difícil de entendê-la, não é verdade.
Me lembra a história da vida de uma águia, lembra, que precisa de um tempo só para se refazer e viver mais 30 anos...
Lindo dia para vc!
Bjokas

A.Rui disse...

Mell: eu é que te agradeço pela referência. Mas, podes acreditar, que quando envio algo para um(a) Amigo(a) aquilo é o que me apetece enviar no momento. Não espero NUNCA "recompensa" disso...!!!
Um beijo.

Marcelo Ramos disse...

Mell, cada vez mais acredito no sentido de que temos (e somos justamente especiais por isso) uma alma.
É impossível escrever esse texto, que fala do paradoxo da alegria na tristeza, sem estar despojado (ou envolvido no invólucro) que chamamos de sentido "humano"(!). Só com os olhos da alma pra pover ver a poesia existente (e descrita de forma magistral) nesse especial conjunto de palavras que tive a alegria de ler.
Como sempre, você sabe como poucos despertar a consciência adormecida de todos nós. Bjs.


Blogspot Templates by Isnaini Dot Com. Powered by Blogger and PDF Downloads