sábado, 6 de dezembro de 2008

A Tijela de Madeira

Um senhor de idade foi morar com seu filho, nora e o netinho de quatro anos de idade. As mãos do velho eram trêmulas, sua visão embaçada e seus passos vacilantes.
A família comia reunida à mesa. Mas, as mãos trêmulas e a visão falha do avô o atrapalhavam na hora de comer. Ervilhas rolavam de sua colher e caíam no chão. Quando pegava o copo, leite era derramado na toalha da mesa. O filho e a nora irritaram-se com a bagunça.
- "Precisamos tomar uma providência com respeito ao papai", disse o filho.
- "Já tivemos suficiente leite derramado, barulho de gente comendo com a boca aberta e comida pelo chão."
Então, eles decidiram colocar uma pequena mesa num cantinho da cozinha. Ali, o avô comia sozinho enquanto o restante da família fazia as refeições à mesa, com satisfação.
Desde que o velho quebrara um ou dois pratos, sua comida agora era servida numa tigela de madeira.
Quando a família olhava para o avô sentado ali sozinho, às vezes ele tinha lágrimas em seus olhos. Mesmo assim, as únicas palavras que lhe diziam eram admoestações ásperas quando ele deixava um talher ou comida cair ao chão.
O menino de 4 anos de idade assistia a tudo em silêncio. Uma noite, antes do jantar, o pai percebeu que o filho pequeno estava no chão, manuseando pedaços de madeira.
Ele perguntou delicadamente à criança:
"O que você está fazendo?"
O menino respondeu docemente:
- "Ah, estou fazendo uma tigela para você e mamãe comerem, quando eu crescer."
O garoto de quatro anos de idade sorriu e voltou ao trabalho. Aquelas palavras tiveram um impacto tão grande nos pais que eles ficaram mudos. Então lágrimas começaram a escorrer de seus olhos.
Embora ninguém tivesse falado nada, ambos sabiam o que precisava ser feito. Naquela noite o pai tomou o avô pelas mãos e gentilmente conduziu-o à mesa da família.
Dali para frente e até o final de seus dias ele comeu todas as refeições com a família. E por alguma razão, o marido e a esposa não se importavam mais quando um garfo caía, leite era derramado ou a toalha da mesa sujava.
De uma forma positiva, aprendi que não importa o que aconteça, ou quão ruim pareça o dia de hoje, a vida continua, e amanhã será melhor.
Aprendi que se pode conhecer bem uma pessoa, pela forma como ela lida comtrês coisas: um dia chuvoso, uma bagagem perdida e os fios das luzes de uma árvore de natal que se embaraçaram.
Aprendi que, não importa o tipo de relacionamento que tenha com seus pais, você sentirá falta deles quando partirem.
Aprendi que "saber ganhar" a vida não é a mesma coisa que "saber viver".
Aprendi que a vida às vezes nos dá uma segunda chance.
Aprendi que viver não é só receber, é também dar.
Aprendi que diariamente preciso alcançar e tocar alguém. As pessoas gostam de um toque humano – segurar na mão, receber um abraço afetuoso, ou simplesmente um tapinha amigável nas costas.
Aprendi que ainda tenho muito que aprender...

Lembre-se:
As pessoas se esquecerão do que você disse... Esquecerão o que você fez... Mas nunca esquecerão como você as tratou.


(autor desconhecido)

Quando escolhi este texto para publicar, lembrei-me do meu querido amigo Marcelo Ramos, é a cara do blog dele.
Marcelo um grande beiju para você!

Photobucket

Para todos os meus queridos amigos...

Photobucket


Photobucket

8 Mellados..:

Anônimo disse...

Olá amiga tudo bem?
Saudaes de você uai... fiquei essa semana inteira sem postar nada e sem vizitar o blog... sacanagem neh?
bom... aceitei o desafio e jah postei no blog... rsrsrsrs

Agora que mudou de endereço naum deixa a gte do space naum tah? rsrsrsrs

bjoOs
fica com Deus

Jociane Calixto (Estripulia)

:o))

J.LIMA disse...

Oi querida Méll,a razão de não visualizar o seu blog por completo(ontem,lembra ?)deve ser por causa da concorrência IE,X Mozila parece que não dá para ver ele no Internet Explorer por completo.
E outra coisa,teu e-mail tá bixado de virús,eu recebi 11 deles,rsrs a noite estou no msn...
Beijos.

ruilindomenino disse...

Olá Mell,
Obrigado pela resposta e não é que eu VEJA mal só que ontem não DAVA mesmo pra postar um comentário.
Parabéns pela nova "casa"... acho mesmo que aquí estás bem melhor... !!!
Um beijo e BOM DOMINGO (ahh! dá um abração ao "outro"... rsrs).
Fica bem.
Nota: rsrs... logo à noite NÃO estou no msn... rsrs

Marcelo Ramos disse...

Você lembrou que esta mensagem tem a "cara" do meu blog. Obrigado! Mas ela tem a "cara" de todos nós, conscientes e atentos à verdadeira cauterização que sofre a humanidade, cada vez mais insensível ao próximo.
Fico imensamente feliz por partilhar, com você e outros tantos amigos blogueiros, oportunidades de pelo menos "acordar" os outros para este milênio que chamo do milênio da desumanização. Bjs.

Sabrith disse...

Linda mensagem. Devemos pensar que todos os nossos atos tem uma consequencia, positiva ou negativa.
Boa Semana
Bjokas

terezinha lourdes disse...

Mell esqueci.
Assim que tiver um tempinho da uma olhadinha na telinha do me cantinho.
Vai saber que coloquei mais uma amiga pértinho de mim.
Simplesmente está pertinho da Llyz.
Vi vêr estou onrada de ter essas amigas pertinho de mim.
beijos mell se gostar do que vair ver pode me dizer.
Elas merecem estar lá.

Anônimo disse...

Oi, seu blog ta mto legal!Essa historia 'e mto linda!Comentem no meu blog, 'e: bia.rainho.zip.net 8D

Ana disse...

Adorei o texto!Comente no meu blog é: ana-rainha.zip.net


Blogspot Templates by Isnaini Dot Com. Powered by Blogger and PDF Downloads